9 pequenas invenções que fizeram uma grande fortuna

Pequenas invenções que fizeram milhões.

A maioria de nós, a determinada altura nas nossas vidas, sonhou em inventar alguma coisa, uma invenção que pudesse mudar o mundo. Mas sempre que se lembrava de alguma coisa incrivelmente genial, apercebia-se de que, na verdade, isso já existia. É-lhe familiar?

Ainda assim, há algumas invenções que quebram barreiras e mudam as vidas das pessoas em todo o mundo. E estas invenções que mudaram o mundo não são apenas coisas grandes como o computador, o carro ou o comboio de que frequentemente falamos, mas antes podem ser coisas muito pequenas que usa no dia-a-dia sem pensar muito nelas – nem na pessoa que as inventou.
 

Fósforos de segurança

Estava invenção leva-nos de volta a 1844 e, apesar de os fósforos poderem invocar imagens de filmes americanos de cowboys e do faroeste, a sua história leva-nos às montanhas da Suécia.

Nos dias de hoje, é provável que os conheça simplesmente como fósforos – a palavra “segurança” caiu em desuso (apesar de os fósforos se terem tornado mais seguros ao longo dos anos).

Sendo assim, quem é o sueco que inventou o fósforo? É uma questão um pouco complexa: o homem que teve a ideia, Gustav Pasch, não ganhou tanto como se pensa, uma vez que não foi apenas ele que o criou.

Em vez disso, os irmãos Carl Frans and Johan Edvard Lundstrøm roubaram a invenção. E isto significou que Gustav Pasch não ganhou nem um cêntimo, enquanto que os irmãos ficaram com o lucro todo. Hoje, a companhia é chamada Swedish Match e é a maior produtora de fósforos do mundo inteiro com um lucro anual de mais e mil milhões de dólares (USD).

Deste modo, Gustav perdeu uma grande oportunidade de ganhar muito dinheiro.

Ou seja, se não conseguir ter uma ideia revolucionária por si próprio, pode sempre fazer o que estes irmãos fizeram – roubar, roubar, roubar.

As esferográficas BIC

Ah, esta é certamente a esferográfica que adoramos. Esta não é uma invenção que tomamos por garantida! E o inventor húngaro, Laszlo Biro, pensou o mesmo. Nos anos 40 do século XX, a caneta-tinteiro muito delicada e cheia de prestígio estava no cúmulo da sua popularidade e Biro já não conseguia mais guardar a ideia de criar uma esferográfica que fosse barata e descartável. Esta invenção rapidamente fez com que as pessoas na Europa saltassem de alegria!

A esferográfica barata fez de Laszlo Biro um dos homens mais ricos da Europa e, passado mais de um século, a empresa tem um lucro anual de mil milhões de dólares (USD).

Com a esferográfica descartável como líder, não há mais nada a dizer para além de que as vendas estão a aumentar exponencialmente e, em 2005, venderam mais de 100 mil milhões de esferográficas!

Pode ir bastante longe com plástico e tinta.

Clips para papel

O pequeno clip para papel tem um enorme potencial: contrastando com o seu tamanho, consegue juntar uma pilha grossa de papel e, não vai encontrar um escritório nos dias de hoje sem uma coleção de montes de clips de papel. Contudo, o clip para papel já existia muito antes dos edifícios de escritórios modernos que temos hoje, uma vez que podemos seguir a sua existência até meados de 1890 em Inglaterra.

Se tinha o mesmo propósito naquela altura, não se sabe, mas uma coisa é certa – com um lucro anual de mais de 75 milhões de dólares (USD), é seguro dizer que o clip para papel é capaz de fazer algo de especial!

Sacos para fazer cubos de gelo

Não há festa sem cubos de gelo – isso deve ser a primeira frase no livro de regras das festas. Tabuleiros de cubos de gelo não são muito práticos, a não ser que tenha um congelador enorme onde consiga colocá-los no ângulo certo, sem nenhuns sacos de vegetais, carne ou outros produtos congelados por cima dos tabuleiros

A solução: sacos para fazer cubos de gelo.

Uma pessoa pode achar que esta invenção aconteceu nos países soalheiros do Mediterrâneo onde cubos de gelo são tão importantes como protetor solar, mas na verdade, temos que ir mais a norte para encontrar o criador desta invenção.

O dinamarquês, Erling Nielsen, é, na verdade o homem por de trás da ideia dos sacos para fazer cubos de gelo, que têm a sua origem no ano de 1976. Os primeiros sacos foram vendidos em 1978 e apenas 10 anos depois, o sucesso não podia ser ignorado. Em 1989, uma companhia chamada Schur comprou todos os direitos deste saco prático e, agora, já venderam mais de 4 milhões de exemplares.

Não temos a certeza de quanto é que o dinamarquês ganhou destes sacos exatamente, mas três ou quatro zeros no cheque não são suficientes.

Aspirina

O pequeno comprimido com imenso poder. Podemos garantir que já ouviu falar deste tipo de medicamento – apesar de estarmos em 2019 o produto químico foi produzido pela primeira vez nem mais nem menos do que em 1853. Costuma dizer-se que quando o francês Charles Gerhart descobriu o ácido acetilsalicílico, não tinha ideia da enorme invenção que tinha diante dele e nisso podemos acreditar!

Só foi em 1989 que a grande companhia farmacêutica, Bayer, descobriu que o químico era um analgésico; portanto, isso aconteceu muitos anos depois de Gerhard ter falecido.

Não há dúvidas de que este comprimido seria a invenção certa se alguém quisesse ganhar algum dinheiro – e ao mesmo tempo sem dor!

M&M’s

Os pequenos bombons de chocolate são uma das coisas mais saborosas do mundo e, também fizeram com que fosse possível ganhar uma bela quantia.

Os pequenos e coloridos doces são na verdade uma das guloseimas mais vendidas – e para a companhia, Mars Inc. que inventou os M&M’s, deram-lhes enorme sucesso.

E isso diz muito quando os concorrentes são doces como Mars, Snickers, Twix e Milky Way.

O inventor americano Forrest Mars já faleceu, mas cada um dos seus três filhos tem cerca de 14 mil milhões de dólares (USD) e ainda são donos da companhia, que tem um lucro anual de 22 mil milhões de dólares (USD). As suas contas bancárias são o mais perto do que poderíamos chamar um sem-fundo.

Tetra Pak

Não temos a certeza se Tetra Pak lhe faz lembrar algo, mas se alguma vez bebeu leite de pacote pode agradecer à Tetra Pak.

Viajamos uma vez mais às paisagens suecas para encontrar o inventor. Em 1944, o sueco, Erik Walleberg teve uma grande ideia. Infelizmente, ele foi apenas uma pequena peça de engrenagem de uma grande máquina chamada Åkerlund & Rausing, que mais tarde mudou o seu nome para Tetra Laval.

Portanto não foi Erik Wallenberg que ganhou muitos mil milhões do produto engenhoso para armazenamento de leite; os Rausings receberam o depósito do dinheiro na sua conta bancária.

Não sabemos se os Suecos gostam de ser enganados, ou se são apenas matreiros, mas podemos ver um padrão entre os suecos azuis e amarelos.

Notas post-it

Se estiver a ler isto no seu computador, pode haver um post-it amarelo a fitá-lo. É principalmente em computadores de trabalho que estas pequenas notas amarelas estão penduradas e nos fazem sentir culpados de coisas que ainda não fizemos.

As notas post-it foram desenvolvidas em 1974 e mais do que qualquer outra coisa, foram uma coincidência – um pouco o contrário de uma invenção propositada.

Na verdade, foi uma tentativa de inventar supercola que Arthur Fry e Spencer Silver descobriram este pedaço de papel autocolante.

Silver inventou a cola e Fry aplicou-a num pedaço de papel: voilà, o post-it nasceu.

Não sabemos exatamente quanto dinheiro é que a nota amovível fez, mas a companhia por detrás dela tem juntado um lucro de 21 mil milhões de dólares (USD) todos os anos – e apesar de ser também o dono de fita adesiva, anunciaram que a maior parte do seu rendimento vem do pequeno papel com cola fraca.

É tão fácil quanto isto – algo que parece completamente disparatado pode mudar tanto a sua vida como a do resto do mundo!

LEGO

Acredite ou não, mas guardámos a melhor para o fim.

A próxima invenção é, na verdade, uma das marcas mais famosas do mundo inteiro – e compreendemos isso perfeitamente!

O bloco que mudou a brincadeira para sempre: os blocos LEGO. Os pequenos blocos de plástico que podem ser postos uns em cima dos outros para construir grandes monumentos, navios gigantescos, etc. é hoje, a sexta marca mais conhecida em todo o mundo e é apenas ultrapassada por marcas gigantes como a Coca-cola e a Disney.

A família dinamarquesa por detrás do brinquedo tem hoje uma fortuna de mais de 7 mil milhões de dólares (USD).

Portanto, mesmo que os blocos tenham origem nos anos 50 do século XX, a sua popularidade aumenta todos os anos e, hoje em dia já não há muitas casas onde não tem de se preocupar em pisar estas peças pontiagudas e angulosas.

 

E é isto! 9 pequenas invenções que preenchem o quotidiano mais do que se esperaria e que conseguiram acumular grandes quantidades de dinheiro.

Encontrou inspiração para o que a sua próxima invenção possa ser?